• Grande BH, 11 de Dezembro de 2017
  • 01:56h
  • Siga:

Página PrincipalA Revista Cadernos ARTE E CULTURA O Talento de Isadora Ferreira

O Talento de Isadora Ferreira

Edição 14 11/05/2017 ARTE E CULTURA

Isadora
“Eu sei vocês não vão saber
Mas agora sou cowboy
Sou do ouro, eu sou vocês
Sou do mundo, sou Minas Gerais”

Foi com esta música, “Para Lennon e McCartney”, sucesso na voz de Milton Nascimento, que Isadora Ferreira se despediu do The Voice Kids. Quando foi composta pelo trio mineiro Lô Borges, Márcio Borges e Fernando Brant, a ideia era fazer uma homenagem à parceria de John e Paul. Essa parceria foi transportada para a mineiridade do Clube da Esquina, movimento musical que marcou época, originado na Belo Horizonte da década de 60, mais especificamente no bairro Santa Tereza.

O som do Clube da Esquina se fundia com as inovações trazidas pela Bossa Nova a elementos do jazz, do rock – principalmente os Beatles e, na voz potente de Isadora, ganhou a sonoridade do timbre de uma criança que marcou espaço como uma bela descoberta do cenário musical brasileiro, promessa de que muito mais virá por aí.

Isadora Ferreira, dona de uma interpretação marcante, vem de uma família simples. Moradora da cidade de Contagem, Minas Gerais, seu quotidiano anterior ao programa incluía atividades típicas de uma criança de 9 anos: brincadeiras, estudos, aula de ballet e, é claro, o canto. Este faz parte de sua vida desde que se entende por gente, desde quando começou a soltar as primeiras palavras.

Dona de um ouvido apurado, escutava tudo o que lhe chamava a atenção, não importando o gênero musical. Ninguém poderia entãoimaginar que no futuro sua diversidade ecléticaa ajudaria a escolher um repertório que valorizasse sua brasilidade dentro do universo da MPB.

unnamed_(3).jpg

Vale salientar que sempre escutou samba em sua casa e por conta desta influência de sua madrinha, criou gosto pelo gênero. Esta influência foi crucial na escolha do seu repertório nas apresentações.

Seu primeiro desafio foi despertar a atenção de um técnico e que este virasse a cadeira na audição às cegas. Para tanto, interpretou um sucesso na voz de Clara Nunes, “Canto das Três Raças”, cuja letra e sonoridade remete ao sofrimento presente em nossa história, seja no negro, índio ou o branco.

A força desta canção aliada ao timbre forte de Isadora surtiu efeito. Carlinhos Brown aprovou sua interpretação e virou a cadeira.

A saga de Isadora no Time Brown teve seu início. A partir daí, sobreveio um ritmo intenso de treinamentos e aprendizados. Fora a atenção de Carlinhos, a pequena estrela passa a contar com os ensinamentos de um coach técnico, cujos treinos e ensaios contribuíram para aperfeiçoar o talento nato, incluindo a presença de palco.

Em seu próximo desafio, Isadora teve de disputar uma das duas vagas dos quatro que se apresentariam do Time Brown. Sua escolha teria de ser precisa, pois suas chances estavam depositadas no voto do público ou na escolha de Carlinhos.

Acertou em cheio com outro grande sucesso na voz de Elis Regina, “Vou Deitar e Rolar (Qua Qua Ra Qua Qua)”. Este foi outro momento de intensa emoção, principalmente porque era grande sua expectativa e todos de sua equipe eram muito bons.

unnamed_(11).jpg

A alegria com que cantou Elis foi capaz de encantar Carlinhos Brown, que a escolheu para continuar a disputa para o grupo, sendo Bruno Pastori o mais votado pelo público.

Ao finalizar sua participação na semifinal, Isadora cantou com seu coração, mostrando seu lado mineiro a todos os presentes. Mesmo não recebendo os votos preciosos de Brown, todos vibraram e cantaram com ela.

Foram muitas as emoções que nossa cantora mirim viveu nesta jornada, que só está se iniciando. Agora novos desafios estão por surgir, mas o certo é que a música sempre será uma companheira na vida deste pequeno talento que surgiu nas Minas Gerais. E que a mesma inspiração que criou o Clube da Esquina possa batizar sua carreira. E que Isadora possa espelhar o refrão:

“Sou do ouro, eu sou vocês,

Sou do mundo, sou Minas Gerais”.

 

Por Jack Borba
Fotografia: Arquivo pessoal
e internet

Voltar para Cadernos

  • Compartilhar:

Última Edição

Edição 14

Maio de 2017

Confira

Colunistas

SARAH PARDINI

Feminilidade

OHARA RAAD

Beleza e Estética

ALAIZE REIS

Engenharia Civil

RONAN GOMES

Língua Portuguesa

LINDOMAR GOMES

Direitos e Cidadania

Viva Grande BH

Rua Getúlio Vargas, 33 Bairro JK - Contagem, MG CEP 32.310-150

Contato

  • Redação: 31 2567.3756
  • Comercial: 31 2564.3755 | 3356.3865

Siga:

Assine nossa Newsletter:

(c) 2009-2010 Todos os direitos reservados. Confira nossas políticas de privacidade.

,