• Grande BH, 11 de Dezembro de 2017
  • 01:59h
  • Siga:

Página PrincipalA Revista Cadernos LINDOMAR GOMES Direito a intimidade e a vida privada!

Direito a intimidade e a vida privada!

Edição 14 15/05/2017 LINDOMAR GOMES

É bom para não perder a atualidade escrever sobre algo recente. Já havia escrito sobre outro tema para essa edição da Viva Grande BH, no entanto, um fato chamou a minha atenção e acabei revendo o que colocaria aqui. Se ficasse para a próxima edição possivelmente muitos não entenderiam o debate que proponho com o presente texto.
No último dia 04 de março, em um jogo pelo Campeonato Paulista, o atual treinador da Seleção brasileira, Adenor Leonardo Bachi, conhecido como Tite, assistia em uma das cabines a partida entre Corinthians e Santos. Quando o seu antigo time, o Corinthians, marcou o gol da vitória, Tite não se conteve e comemorou muito.   
A celebração de Tite foi o principal assunto dos meios desportistas. Muitos condenaram a atitude do técnico da seleção canarinho. Os diversos veículos de comunicação que abordam o esporte colocaram a comemoração como o ponto alto ou central das discussões. Muitos se excederam ao condenar o treinador, que até então deu uma nova perspectiva para nossa seleção. 
A visão que tenho sobre o fato serve para outros acontecimentos diários em nossa sociedade. Para mim, a ida de uma pessoa a um Estádio de futebol é uma coisa particular. Diz respeito a sua vida privada, mesmo que a pessoa seja o principal nome de uma seleção. Nos últimos tempos, temos assistido a invasão da vida privada por todas as formas possíveis de divulgação. Qualquer fala ou gesto pode servir de especulação sobre a pessoa.
A nossa Constituição de 1988, tida como cidadã, procurou resguardar, no artigo 5º, o direito a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem de qualquer pessoa. Segundo o inciso X, do referido artigo: “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.
Todos esses direitos decorrem de um princípio constitucional chave. Esse princípio é a dignidade humana. As cidadãs e os cidadãos têm que viver sua vida em plenitude e para isso precisam que seus direitos sejam resguardados. Entendo que no caso de Tite o direito a vida privada não foi preservado.
Talvez seja bom diferenciar intimidade devida privada, como forma de melhor clarear a nossa conversa. No primeiro caso estamos a falar do interno, a tratar do individuo, seus hábitos, vícios, segredos e preferências pessoais. Já a vida privada, por sua vez, diz respeito as relações que a pessoa estabelece em seu convívio e suas relações com a família, amigos e até mesmo com terceiros.
Portanto, por mais que Adenor seja o treinador da seleção, ele permanece com o direito a sua intimidade, a escolha de um time e direito a vida privada invioláveis. Sendo que até mesmo sua imagem precisa ser resguardada. Não podem os veículos de comunicação simplesmente, em nome da liberdade de imprensa, violar direitos que deveriam ser preservados.

Voltar para Cadernos

  • Compartilhar:

Última Edição

Edição 14

Maio de 2017

Confira

Colunistas

SARAH PARDINI

Feminilidade

OHARA RAAD

Beleza e Estética

ALAIZE REIS

Engenharia Civil

RONAN GOMES

Língua Portuguesa

LINDOMAR GOMES

Direitos e Cidadania

Viva Grande BH

Rua Getúlio Vargas, 33 Bairro JK - Contagem, MG CEP 32.310-150

Contato

  • Redação: 31 2567.3756
  • Comercial: 31 2564.3755 | 3356.3865

Siga:

Assine nossa Newsletter:

(c) 2009-2010 Todos os direitos reservados. Confira nossas políticas de privacidade.

,